Notícias da Savills

Porto: A cidade que ganha cor

A realidade da reabilitação urbana veio dar uma nova vida aos grandes centros urbanos e ao mercado do Porto que, mais do que uma alternativa à capital, está num processo de afirmação da sua identidade e tem sido um dos principais embaixadores e destinos mais bem-sucedidos da mesma.

À boleia da atratividade e internacionalização do País além-fronteiras em diversos quadrantes, multiplicam-se os projetos de reabilitação urbana pela cidade que se direcionam para os mais variados segmentos imobiliários e contribuem para uma oferta de mercado mais diversificada, ajustada e adequada à qualidade que o mercado exige atualmente.

Após a crise financeira que provocou uma estagnação na construção nova, a regeneração urbana assumiu a liderança, tornando-se o foco de atenção de um leque variado de grandes grupos, fundos imobiliários, mas também investidores particulares. Apesar da menor dimensão territorial comparativamente a Lisboa, o número de transações na Área Metropolitana do Porto tem ocorrido a um ritmo superior, acompanhado a par e passo de um aumento dos preços praticados.

Do cinzento outrora dominante, renasceu uma nova cidade onde agora se testam novos conceitos, atraindo novos públicos que contribuem para a modernização deste mercado. O mercado do Porto é hoje um exemplo perfeito de uma cidade europeia que conseguiu manter-se fiel ao seu legado histórico à medida que se abre para o mundo e ocupa já o seu lugar em vários rankings internacionais. Tal foi alcançado desde o desenvolvimento de projetos residenciais, forte e necessária aposta na oferta de alojamento turístico, nascimento de novos projetos de escritórios em resposta à chegada de gigantes internacionais até à entrada de operadores internacionais do mercado de residências de estudantes.

No mercado do Porto, a Área de Reabilitação Urbana da Baixa e Centro Histórico do Porto foi responsável no ano 2019 pela captação de 335 milhões de euros de investimento, com o segmento residencial e o turismo a serem os principais focos de investimento imobiliário.

Prova disso são também os números crescentes de projetos que pretendem dar entrada no mercado. Entre Janeiro de 2019 e Novembro de 2020, na Área Metropolitana do Porto deram entrada mais de 500 pedidos de licenciamento só no segmento residencial e mais de 30 pedidos para novos projetos de escritórios.

Nos próximos anos, espera-se a entrada de 11 novos projetos de escritórios num total de mais de 180.000 m2, em linha com a tendência de uma procura cada vez mais internacional e largamente dominada pelo setor das Novas Tecnologias.

A globalização dos mercados que traz consigo uma competitividade inerente, exigiu obrigatoriamente uma profissionalização dos agentes de mercado, conhecedores e detentores de know-how especializado.

A Savills tem apresentado uma atividade crescente e consolidada na Região Norte e no Porto através de uma equipa multidisciplinar e inteiramente dedicada ao acompanhamento de investidores nos vários segmentos imobiliários. No ano 2019, fomos responsáveis pela colocação de mais de 70.000 m2 e estamos atualmente mandatados para a comercialização de mais de 130.000 m2 de projetos de development. Somos igualmente responsáveis pela comercialização em regime de exclusividade do Complexo Logístico VGP Park Santa Maria da Feira, o maior projeto Industrial no Norte do País, num total de mais de 30.000 m², o que nos deixa inevitavelmente orgulhosos por estarmos envolvidos em projetos que marcam a diferença na região e sermos sujeitos ativos da coloração em curso.

 

Artigo de Paulo Silva, Head of Country da Savills Portugal publicado no Público Imobiliário

Recommended articles